Projeto apoia agrofloresta como estratégia de desenvolvimento em regiões da Mata Atlântica

Projeto apoia agrofloresta como estratégia de desenvolvimento em regiões da Mata Atlântica

23/08/2021

O projeto SiAMA (Sistemas Agroflorestais na Mata Atlântica) tem o objetivo de criar incentivos técnicos e institucionais para promover a adoção de sistemas agroflorestais (SAFs) na Mata Atlântica como estratégia de desenvolvimento regional, de modo a conservar a biodiversidade do bioma e contribuir para o combate à pobreza.

Realizado pela Agroicone junto com Iniciativa Verde e o Movimento de Defesa de Porto Seguro (MDPS), em parceria com outras organizações, o projeto iniciou em junho de 2021 com financiamento do UK PACT (Partnering for Accelerated Climate Transitions).

Capacitação, mercados e governança são as três frentes de atuação do projeto e serão realizadas em três mosaicos de Unidades de Conservação do bioma: o Mosaico de Unidades de Conservação do Extremos Sul da Bahia (MAPES-BA), Mosaico Central Fluminense (MCF-RJ), e Mosaico Lagamar (LAGAMAR-SP e PR).

As ações de capacitação visam aumentar o conhecimento sobre agroflorestas como alternativa para restauração ecológica, conversão produtiva e geração de renda. Serão desenvolvidos vídeos, publicações e materiais de comunicação diversos abordando os benefícios dos sistemas agroflorestais, além de implantação de Unidades Demonstrativas.

Estes conteúdos serão enviados para associações e cooperativas de agricultores, comunidades locais, organizações não-governamentais e outras entidades para que alcancem mais pessoas nas regiões impactadas pelo projeto. Treinamentos presenciais nas Unidades Demonstrativas, cursos online e materiais técnicos também serão compartilhados com agricultores, técnicos em agrofloresta e outros atores locais.

Ações voltadas para mercado buscarão promover a viabilidade econômica e geração de renda a partir dos produtos da agrofloresta. “Criar mercados para a demanda de produtos da agrofloresta é fundamental e com esse objetivo faremos uma análise de mercado e desenvolveremos planos de negócios para os produtos mais promissores, além da preparação de materiais de marketing e um estudo sobre compras governamentais e recomendações para inclusão de produtos da agrofloresta”, afirma Luciane Chiodi, sócia da Agroicone.

Governança local significa promover a agrofloresta como estratégia de desenvolvimento regional. O intuito é construir uma governança estratégica para os sistemas agroflorestais de forma a manter ativos comitês gestores compostos por organizações locais, governos, associações de agricultores e cooperativas em cada região.

“A abordagem será colaborativa, fortalecendo e integrando as iniciativas já existentes. Iniciaremos por um mapeamento de projetos de agrofloresta e atores locais, e posteriormente um benchmarking, de forma a elaborar um plano estratégico para promover a agrofloresta nas três regiões, tudo me forma participativa”, afirma Laura Antoniazzi, sócia da Agroicone.

Abordagem GESI
Estratégia de igualdade de gênero e inclusão social (GESI)

Mitigar os efeitos das mudanças climáticas e contribuir para o combate à pobreza estão entre os principais objetivos do UK PACT, financiador do SiAMA. Para atingi-los, os programas financiados pelo programa devem adotar a estratégia GESI (Gender Equality and Social Inclusion Strategy) em suas ações, de forma a obter resultados inclusivos e equitativos.

Esta abordagem visa atuar ativamente pela diminuição da desigualdade de gênero e inclusão social. Desta forma, o SiAMA prioriza a participação de mulheres, comunidades tradicionais, agricultores familiares e grupos em vulnerabilidade social nas atividades promovidas em suas três frentes de atuação, visando contribuir para o seu empoderamento socioeconômico e estimular sua geração de renda.

portfoliohttps://www.agroicone.com.br/wp-content/uploads/2021/08/siama.png
Compartilhe