Os benefícios da abordagem Lavoura-Pecuária-Floresta para o bioma Cerrado

Os benefícios da abordagem Lavoura-Pecuária-Floresta para o bioma Cerrado

10/11/2021

A agropecuária é atividade fundamental para a economia e segurança alimentar no mundo e, por isso mesmo, aumentou seu protagonismo diante dos desafios da mudança do clima. É possível crescer e produzir com adaptação e redução de impactos adversos ao meio ambiente? Diversas experiências, estudos e aplicações de tecnologias e práticas demonstram que é possível e necessário.

Entre as práticas bem-sucedidas no Brasil e que pode ter inúmeros benefícios estão os sistemas de Integração Lavoura–Pecuária–Floresta (ILPF). Essa abordagem promove tanto a produtividade quanto a biodiversidade no campo, além de reduzir a pressão por abertura de novas áreas com vegetação nativa.

Os sistemas ILPF – que podem combinar Lavoura-Pecuária; Lavoura-Floresta: Pecuária-Floresta ou Lavoura-Pecuária-Floresta – representam alternativa promissora para o bioma Cerrado, especialmente para a região do Matopiba, situada entre os estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia, onde existem fazendas de grãos e trechos ainda preservados do Cerrado.

A Agroicone produziu estudo recente sobre o potencial de recuperação de pastagens degradadas no Cerrado para cultivo de soja, florestas plantadas e pecuária intensiva. Alguns resultados desse estudo foram publicados em artigo para o livro: Matopiba: perspectivas sobre a sustentabilidade da soja, uma iniciativa da Conservação Internacional Brasil (CI-Brasil) no contexto do projeto Parceria para o Bom Desenvolvimento (Good Growth Partnership – GGP), iniciativa implementada pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento – PNUD Brasil e que conta com recursos financeiros do Fundo Global para o Meio Ambiente (Global Environment Facility – GEF). O foco desse projeto no Brasil é a sustentabilidade da cadeia da soja no Matopiba.

A Agroicone contribuiu para Capítulo 4 da publicação — Os benefícios da abordagem Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF) no Cerrado – com o artigo “Os sistemas integrados e a preservação da biodiversidade”, com autorias de Luciane Chiodi Bachion, Laura Barcellos Antoniazzi (sócias e pesquisadoras seniores da Agroicone) e Lucas Gabriel de Paula Silveira (pesquisador da Agroicone).

Clique aqui para baixar o livro: Matopiba: perspectivas sobre a sustentabilidade da soja

portfoliohttps://www.agroicone.com.br/wp-content/uploads/2021/11/Sem-título.jpg
Compartilhe