Estudo analisou as principais oportunidades e desafios para a inovação agrícola sustentável em experiências brasileiras

Estudo analisou as principais oportunidades e desafios para a inovação agrícola sustentável em experiências brasileiras

28/03/2022

A Agroicone realizou um estudo sobre experiências bem-sucedidas de inovação na agropecuária para o enfrentamento dos desafios de desenvolvimento econômico e conservação ambiental. Esse estudo aponta que o caminho para a intensificação agrícola sustentável (SAI, na sigla em inglês para sustainable agricultural intensification) demanda soluções integradas que combinem instituições consolidadas (exemplo Embrapa e universidades), políticas públicas, serviços de extensão rural e engajamento dos agricultores.

São fatores-chave para o sucesso e ganho de escala dessas experiências:

– Soluções tecnológicas inovadoras adequadas para a necessidade em cada contexto;

– Parcerias entre organizações públicas, privadas e proprietários rurais;

– Liderança (organizacional e pessoal) – principalmente no início do processo;

– Instituições fortes para a continuidade do projeto, para fortalecer parcerias e manter resiliência.

A Agroicone analisou para esse estudo experiências de sucesso que foram implementadas no Brasil, entre elas:

Programa Balde Cheio da Embrapa – programa de transferência de tecnologia criado pela Embrapa em 1988, que visa desenvolver e adaptar processos de produção sustentáveis e ferramentas administrativas para pequenos produtores de leite e agentes de extensão.

Adoção do sistema ILPF – Integração Lavoura Pecuária Floresta – experiências iniciadas pela Embrapa desde a década de 1980, que cresceram no Brasil, com a inclusão dessa tecnologia no plano ABC e por iniciativas lideradas pela Rede ILPF, criada a partir de 2018.

Programa Uma Terra e Duas Águas (P1+2) – programa criado em 2007 pela Articulação Semiárido Brasileiro (ASA), para melhorar o acesso à água para a produção de alimentos saudáveis e garantir a segurança alimentar e nutricional da população do semiárido, utilizando um conjunto de tecnologias para estruturas de captação e armazenamento de água.

AQUA – sistema de monitoramento de irrigação digital que com a combinação de sensores, modelagem agrícola e meteorológica e uma plataforma digital ajuda os produtores a alcançarem uma maior eficiência no uso da água.

“Essas inovações mostram como o Brasil está lidando com desafios para a intensificação agrícola sustentável e descarbonização, migrando para tecnologias sustentáveis em diversos sistemas produtivos”, afirma a sócia e pesquisadora sênior da Agroicone, Luciane Chiodi Bachion, que coordenou essa pesquisa.

Esse estudo da Agroicone é parte de um conjunto de estudos que foram realizados também na Índia e no Quênia, com resultados semelhantes, por iniciativa da CoSAI (Commission on Sustainable Agriculture Intensification), uma comissão criada em 2020 e formada por uma rede de 21 comissários independentes que atuam nos setores público, privado e institutos de pesquisa do Hemisfério Sul. Tem como objetivo apoiar inovação nessa região, com apoio dos setores público e privado. É apoiado pelo CGIAR WLE (Research Program on Water, Land and Ecosystems), um programa global de pesquisa e desenvolvimento para soluções agrícolas sustentáveis, que tem entre seus apoiadores a FAO Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura).

Leia os estudos realizados pela Agroicone:

Inception Report – Country case studies on pathways for innovation for SAI in Brazil

Final Report – Investigating pathways for agricultural innovation at scale: Case studies from Brazil

Para saber mais:

Leia o artigo de Luciane Chiodi publicado pelo CoSAI.

Leia os estudos de caso do Brasil e demais países.

 

portfoliohttps://www.agroicone.com.br/wp-content/uploads/2022/03/capa-1.jpg
Compartilhe