O passaporte verde da agropecuária brasileira

30/06/2022

Uma das etapas importantes de implementação do Código Florestal é a validação do Cadastro Ambiental Rural (CAR) pelos governos estaduais, a fim de avaliar as informações declaradas pelos proprietários rurais, limpar as sobreposições com outras áreas como Unidades de Conservação e glebas públicas, por exemplo, e definir com clareza as Áreas de Preservação Permanente e áreas de Reserva Legal que existem e os passivos a serem recompostos.

O lançamento do módulo de análise do CAR pelo Serviço Florestal Brasileiro, o AnalizaCAR, visa apoiar os estados para que evoluam na avaliação do CAR. Sem isso, a implementação do Código Florestal ficará estagnada, o que tende a prejudicar não apenas a esperada adequação ambiental, mas a possibilidade de comprovar que o agro está efetivamente implementando a lei.

O CAR validado tornou-se uma aposta do setor produtivo para mostrar que adota boas práticas e tecnologias no campo.

O sócio-diretor da Agroicone, Rodrigo C. A. Lima, concedeu entrevista ao jornal Gazeta do Povo, de Curitiba, sobre as oportunidades que podem surgir à medida que o Código Florestal seja implementado efetivamente. “A União Europeia é destino de 16% de tudo o que o Brasil exporta na agricultura. Além disso, é um cartão de visitas fabuloso, você não joga fora um mercado desse tamanho. A gente precisa cumprir não só porque é lei, mas pelos benefícios que esse cumprimento do Código Florestal pode abrir. A gente tem a faca e o queijo na mão”, afirmou ele ao repórter Marcos Tosi.

Leia a matéria.

Compartilhe