Inflação atinge restauração ecológica e técnicas de menor custo ganham relevância

03/06/2022

A inflação, agravada em todos os setores da economia em consequência da pandemia e da guerra, atinge também a cadeia de restauração ecológica, ainda incipiente no Brasil. Para apoiar os produtores rurais que precisam adequar suas propriedades ao Código Florestal, será necessário otimizar assistência técnica e disseminar técnicas mais baratas, além de reduzir custos relacionados a outras operações do plantio.

Uma alternativa é a semeadura direta com sementes nativas, também conhecida como muvuca de sementes. Em entrevista ao Valor Econômico, a sócia e pesquisadora sênior da Agroicone destacou que esse insumo, embora também tenha aumentado, apresenta custos de característica mais regional, com logística facilitada e menor dependência externa.

Diversos projetos de restauração utilizando semeadura direta demonstram que ela pode custar até três vezes menos do que o plantio de mudas. Além de um ótimo custo-benefício, o método promove a rápida recomposição da vegetação nativa.

Leia a entrevista de Laura Antoniazzi ao Valor Econômico.

Conheça a Iniciativa Caminhos da Semente, que tem objetivo de impulsionar a restauração ecológica com semeadura direta no Brasil.

Compartilhe