Arábia Saudita não apresentou justificativa sanitária para limitar carne de ave do Brasil

10/05/2021

O setor produtivo de aves foi surpreendido pela decisão da Arábia Saudita de suspender 11 estabelecimentos exportadores de carne de aves, sem apresentar motivações ou justificativas sanitárias. Reconhecido pela competitividade e sustentabilidade dessa indústria, o Brasil se tornou um dos maiores produtores do mundo, autossuficiente para o mercado interno e para fornecer a 150 mercados – entre eles China, Japão, África do Sul e Arábia Saudita.

Estudo recente da Agroicone e da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) mostrou que o Brasil pode alimentar até 396 milhões de pessoas com carne de frango, incluindo mercado interno e internacional.

Na avaliação de Rodrigo C. A. Lima, diretor geral da Agroicone, se não forem apresentadas justificativas sanitárias, a medida tende a se configurar como protecionismo.

Ouça a entrevista concedida para a Radio Sputnik Brasil.

Compartilhe