Sojicultores brasileiros assinam memorando para produção sustentável

23/01/2017

Por Kauanna Navarro | Valor

SÃO PAULO  –  Entidades do setor de soja fecharam ontem acordo com a indústria europeia de plano de ação integrado para produção e comércio de soja sustentável. Segundo informou a Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove), a entidade, juntamente com a Aprosoja e com organizações que representam a indústria da Europa – Fediol, Fefac e IDH – assinaram memorando de entendimento para apoiar e ampliar a produção de soja sustentável no Brasil e sua promoção no mercado europeu.

“É a primeira vez que um relacionamento de trabalho é formalizado entre a cadeia da soja brasileira e importantes compradores europeus, compartilhando uma visão mútua e um plano de ação que promove a produção de soja sustentável no Brasil e seu consumo na Europa”, afirmou a Abiove, em nota.

O acordo apoia vários objetivos do Código Florestal Brasileiro, destacando-se o de preservação de habitats naturais, por meio de práticas agrícolas sustentáveis em fazendas de soja.

Em nota, o presidente da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja/MT), Endrigo Dalcin, afirma que, com a assinatura do memorando, o Programa Soja Plus passa a ser reconhecido com um programa de produção sustentável, servindo como passaporte da soja brasileira para o mercado europeu.

Criado em 2011, o programa Soja Plus leva orientação aos agricultores para que adequem suas propriedades rurais às exigências da legislação ambiental, fundiária e trabalhista.

O presidente da Fediol- associação industrial da Europa de óleo vegetal e farelo proteico -, Henri Rieux, acredita que o acordo possibilitará atender melhor às necessidades das partes interessadas na Europa.

“Com este acordo, podemos apoiar proativamente avanços de agricultura sustentável no nível das fazendas de soja no Brasil e nos aproximar mais de uma transição de mercado convencional do fornecimento físico responsável de soja para a Europa”, destaca Ruud Tijssens, presidente da  Federação Europeia de Fabricantes de Ração (Fefac).