Relações entre eventos anômalos de precipitação e quebra de safras no Brasil

01/03/2017

AUTORES
Marcos H. Costa, Gabriel M. Abrahão

Dados de área plantada e produtividade de soja, milho e cana-de-açúcar para todo o Brasil foram obtidos do banco de dados Uso do Solo Agrícola no Brasil (disponível em www.biosfera.dea.ufv.br). Os dados são baseados na Pesquisa Agrícola Municipal (PAM) do IBGE a nível de microrregião, e são desagregados espacialmente de forma a permitir o cruzamento com dados climáticos nas próximas etapas do projeto.

De maneira geral, a soja experimentou maiores quebras de safra no sul do Brasil e na região de MATOPIBA. No sul do brasil, as maiores quebras de safra ocorrem em anos de La Niña, como 2007/08 e 2011/12. No caso do milho, as quebras de safra severas foram mais espalhadas ao redor do território do que no caso da soja, mas mais concentradas no nordeste brasileiro, embora também sofram as consequências do La Niña no sul do Brasil. As quebras de safra aparentemente são mais frequentes no caso do milho pelo fato dessa ser uma cultura de tecnologia mais baixa que a soja, e também por ser uma cultura comumente usada na segunda safra (safrinha). Finalmente, no caso da cana-de-açúcar, as quebras de safra severas são mais raras, e ocorrem nas regiões onde a cana não é uma cultura intensiva, ou seja, fora do Estado de São Paulo, Triângulo Mineiro, Norte do Paraná e litoral nordestino.

Downloads
Relatório: Relações entre eventos anômalos de precipitação e quebras de safras no Brasil

Report: Relationships between abnormal precipitation events and crop failures in Brazil

PresentationInfluence of Climate Anomalies on Crop Failure (1991-14)

Apresentação: Influência dos Eventos Climáticos Extremos (1991-2014) sobre as quebras de safra no Brasil