Radiografia de pastagens degradadas

01/03/2014

Cerca de três milhões de quilômetros quadrados são utilizados para atividades agropecuárias no Brasil, o que equivale a mais de um terço do território nacional. A pecuária se destaca como grande responsável pela ocupação de terras (aproximadamente 1,7 milhões de quilômetros quadrados). Além de ser uma prática extensiva, tem níveis de produtividade baixos e está em desacordo com o potencial que as regiões brasileiras podem oferecer. Alguns estudiosos argumentam que a incorporação de novas tecnologias à pecuária permitiria o uso mais eficiente dessas terras, inibindo assim o constante avanço da fronteira agrícola.

A pecuária, portanto, tem o potencial de oferecer parte de seu estoque de terras para novos arranjos produtivos, seja através da conversão para uma atividade mais intensiva e eficiente, ou por meio de “cessão” de terras para outras atividades agrícolas e florestais. Assim, espera-se que boa parte da adequação ao Código Florestal se fará em áreas de pecuária inaptas à intensificação.

Um banco de dados estruturado, dinâmico e de fácil acesso é primordial para fornecer informações sobre a pecuária no Brasil, servindo de base para a elaboração de políticas. O Portal da Pastagem, parte do projeto Radiografia das Pastagens, foi criado para atender a essa demanda, e agora se integra ao INPUT para seu aperfeiçoamento, manutenção e atualização

Material complementar:
Website Pastagem.org

portfolio