Intensificação na pecuária e implementação do código florestal

01/08/2016

AUTORES
Leila Harfuch, Gustavo R. Palauro, Mariane Romeiro e Karine Machado Costa

Reconhecido internacionalmente como uma potência na agricultura, o Brasil pode agora se tornar uma referência em produtividade no campo sem avançar sobre suas florestas. A atividade pecuária tem ganhado destaque neste sentido, por seu potencial em promover o aumento da produção em áreas de pastagens, liberando territórios para outras culturas e reduzindo a pressão para conversão de novas áreas.

Para permitir a expansão do setor agropecuário e a regularização ambiental perante o Código Florestal, é necessário focar no desenvolvimento da pecuária em diferentes biomas em longo prazo, listando ações necessárias para implementar a intensificação.

Para que os déficits de Reserva Legal e de Áreas de Preservação Permanente (APP), que juntos somam uma área de 22 a 27 milhões de hectares, sejam regularizados no Brasil, haverá perda de áreas produtivas. Por isso, a liberação de áreas de pastagens por meio da intensificação da pecuária é a chave para o aumento da produção agropecuária, aliada à restauração florestal.

Assim, o objetivo deste estudo é mensurar custos, investimentos e necessidades de crédito para a intensificação da pecuária no Brasil em diferentes níveis tecnológicos e tamanhos de propriedades.

A intensificação da atividade pecuária traz diversos benefícios para toda a cadeia de valor: aumento da rentabilidade das fazendas, valorização da terra, melhoria da padronização da carcaça, aumento da oferta de animais para abate, melhoria da qualidade do alimento, combate ao mercado de carne informal, segurança alimentar, possibilidade de diferenciação de preços, além da redução das emissões dos gases de efeito estufa.

Publicações geradas:

Análise Econômica De Projetos De Investimentos Para Expansão Da Produção Pecuária

Modelagem Da Produtividade Da Pecuária E Seus Efeitos Na Dinâmica Do Uso Da Terra

Intensificação Sustentável Da Pecuária De Corte Em Mato Grosso