Incentivos financeiros para expandir a soja sem desmatar o Cerrado

Foto: Gabriel Rezende Faria, Embrapa

Incentivos financeiros para expandir a soja sem desmatar o Cerrado

20/05/2020

Estudo da Agroicone em parceria com a The Nature Conservancy Brasil (TNC Brasil), publicado no final de 2019, demonstrou que é possível expandir o cultivo da soja no bioma Cerrado sem desmatamento de vegetação nativa. Isso é possível por meio de incentivos econômicos ao produtor rural para o plantio sobre áreas ocupadas com pecuária, que estão subutilizadas e possuem aptidão agrícola.

Essas áreas podem absorver a expansão do plantio de soja por mais de 10 anos sem a necessidade de desmatamento. Se incorporadas tecnologias como a integração lavoura-pecuária, é possível também incrementar a produtividade da pecuária ao mesmo tempo em que se expandem áreas com soja.

“Os resultados do estudo demonstram que incentivos por meio de instrumentos financeiros voltados a investimentos de longo prazo são fundamentais para a transição tecnológica na pecuária, com impacto direto na dinâmica de expansão da soja. Por outro lado, sem esses incentivos, a alternativa de maior retorno para o proprietário rural torna-se a expansão sobre áreas de vegetação nativa dentro da propriedade. Com políticas de crédito adequadas, podemos reverter esse cenário”, afirma a sócia-gerente da Agroicone, Leila Harfuch, que coordenou o trabalho junto com os pesquisadores Gustavo Palauro e Mariane Romeiro.

O especialista em negócios e investimentos que coordenou o estudo pela TNC Brasil, José Otavio Passos, concedeu entrevistas ao G1 e TV Terra Viva, para apresentar os resultados.

Confira a reportagem do Canal Terra Viva.

Confira a reportagem do G1.

portfoliohttp://www.agroicone.com.br/wp-content/uploads/2020/05/Gabriel-Rezende-Faria-Embrapa-Agrosilvipastoril.jpg