Com INPUT, Agroicone lidera o engajamento do setor privado e apresenta projetos de restauração florestal na COP21, em Paris

27/11/2015

COP21: Engajamento do setor privado e restauração florestal serão apresentados na França
Realizado em Paris,  evento contará com debates de ministros da Angola, Brasil e Congo.
Projetos de recuperação de florestas desenvolvidos no Brasil e na África serão apresentados durante o Global Landscapes Forum. Evento, que será realizado em Paris, terá os ministros de Meio Ambiente de Angola, do Brasil e do Congo entre os palestrantes. A regularização perante o Código Florestal do Brasil, envolvendo a restauração de passivos de Áreas de Preservação Permanente (APPs) e áreas de Reserva Legal, bem como a compensação dessas áreas, ajudará no cumprimento das metas de redução de emissões de gases de efeito estufa (GEEs), apresentada pelo governo brasileiro como contribuição para o Acordo de Paris, a ser celebrado na 21a Conferência da ONU sobre Mudanças Climáticas (COP21).
A recuperação 12.5 milhões de hectares de APP e RL pode promover a formação de estoques de carbono da ordem de 4.5 bilhões de toneladas de CO2eq nos próximos 30 anos, o que representa mais de 3 vezes as emissões anuais do Brasil em 2012 (de acordo com o último inventário). Esse potencial de mitigação é estratégico para que o Brasil possa trilhar uma economia de baixo carbono no setor de uso da terra (LULUCF) e de agropecuária. Além disso, a restauração é uma das ações elegíveis para projetos de Redução de Emissões por Desmatamento e Degradação (REDD plus), juntamente com o desmatamento evitado e o incremento de estoques de carbono.
Setores agrícolas brasileiros ligados à produção de soja, pecuária, cana-de-açúcar e floresta plantada já estão participando da construção de um mapa do caminho (roadmap), que avalia os impactos econômicos e ambientais da regularização perante o Código Florestal. A iniciativa também contribui para a identificação de espaços preferenciais de restauro e aptos à intensificação da pecuária, além do acompanhamento de programas locais de regularização ambiental. O trabalho está ocorrendo por meio do projeto INPUT: Iniciativa para o Uso da Terra, liderado no Brasil pela Agroicone e a Climate Police Initiative – CPI. Ambas são organizações com expertise em análises econômicas, projeções e estudos de impacto em sustentabilidade e regularização ambiental. O objetivo deste projeto é promover a implementação do Código Florestal em larga escala e incentivar políticas públicas inteligentes no Brasil relacionadas com o uso da terra.
Publicado no Jornal do Brasil na edição de 27.11.2015