A implementação do Código Florestal é estratégica para a Amazônia brasileira

17/12/2020

O Brasil tem o desafio de promover o desenvolvimento socioeconômico para os estados da Amazônia, com ações que garantem a proteção e valorização dos seus recursos naturais. Um plano de ação efetivo deverá incluir a contribuição da ciência, da iniciativa privada e organizações governamentais e não governamentais. Uma prioridade para o sucesso é a efetiva validação do Cadastro Ambiental Rural (CAR) e adesão aos Programas de Regularização Ambiental (PRA) estaduais. Nesse sentido, o Código Florestal servirá como uma ferramenta essencial para controlar desmatamento ilegal, e orientar a produção em áreas regularizadas.

O diretor geral da Agroicone, Rodrigo C. A. Lima, foi um dos especialistas ouvidos pela jornalista Daniela Chiaretti, do Valor Econômico, para uma reportagem sobre as propostas do governo em análise pelo Conselho Nacional da Amazônia Legal (CNAL), para a década 2020-2030.

“A implementação efetiva do Código Florestal, com a finalização e avaliação do CAR e adequação dos passivos é de fundamental importância para a agropecuária. Isso permitirá passar informações críveis ao longo da cadeia e estampar indicadores de sustentabilidade nos produtos brasileiros”, afirmou Rodrigo.

Leia a reportagem do Valor.

 

Compartilhe